• If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Files spread between Dropbox, Google Drive, Gmail, Slack, and more? Dokkio, a new product from the PBworks team, integrates and organizes them for you. Try it for free today.

View
 

Tiago M - Escrita

Page history last edited by Inpi 6 years, 2 months ago

 

Procura-se Alien

 

Imagem: WP Clipart

    

     Numa terra muito longínqua, no planeta Sword Storming no Continente Sword Potato, existia um chinês trapalhão que nunca largava o seu capacete, feito do mais puro diamante da sua espada Hom.

     Um dia, um Alien caiu na Terra, dentro de um pacote de Ketchup. Como o Ketchup estava a 150º + e, quando ele saiu, a atmosfera estava a 17º +, ficou furibundo, e, para não morrer, fugiu para a grande montanha de Almôndegas.

     Dentro dela havia caminhos secretos: quem não os conhecesse, morreria numa das poças de ketchup a 150º+.Por isso, fugiu para aí.

     Quando o chinês, chamado Chinoca dos Azeites, ouviu falar deste acontecimento – sobre o Alien ter fugido e valer muito dinheiro – foi à procura de pistas e encontrou a Super Badocha.

     A Super Badocha era uma “cota” de 300 e tal anos, mas com bom ouvido e visão noturna.

     Voltando à história dos nossos heróis: encontraram a pista do Ketchup fervente e foram para a montanha de Almôndegas. Levaram uma lambreta velha, enferrujada, toda estragada, que ainda ia ter de aguentar com a Super Badocha e o Chinoca.

     Andaram mais um bocado e encontraram o Transparente com um pano da supermetralhadora de queijo suíço: era um fantasma, que usava a super coça-costas como arma.

     A Super Badocha foi logo ao chão, mas o Chinoca, como tinha a sua armadura e a sua Sword, matou o fantasma; quando este morreu, deixou a fralda borrada do ouro Swordmôndega e a supermetralhadora de queijo suíço, mas, nesse momento, o fantasma, que tinha o mapa do esconderijo do Alien, fez teleporte do mapa, que foi parar não se sabe onde.

     Quando viajaram para a Almôndega, a lambreta estragou-se e caíram para o lado numa ravina.

      Nessa ravina havia muito nevoeiro e um poço; eles espreitaram para lá: a Super Badocha baixou-se e atirou com o Chinoca para dentro do poço. A Super Badocha, sendo tão trapalhona, para tentar salvar o Chinoca, caiu também e em cima do Chinoca, de modo que os dois caíram ainda mais rápido.

     Dentro do poço estava um enorme forte de Almôndega bolorenta, mas, dentro dela, para não se cair cá para fora, havia paredes de platina pura. Foi aí que, ao fundo, viram o Alien.

     Para apanhar o Alien, passaram por cima de uma placa de pressão escondida e o inseto badalhoco e trapalhão viu e atacou-os.

     O Chinoca pensou para si mesmo como é que o Alien tinha passado; a Super Badocha, que era uma vidente burra e fazedora de certo tipo de pensamentos, fez o tipo de pensamento de vidente, segundo o qual, o Alien tinha passado por cima da placa de pressão, mas como o inseto o viu primeiro, pensou que o Alien morria, e, quando viesse gente, o inseto teria o prazer de o torturar

 

 

 

 

Combater por uma Causa

Imagem: blog da Tia Noémia

 

     Na vida, há muitas dificuldades, como, por exemplo, viver sem abrigo. Assim, eles dependem de nós e das nossas causas solidárias – que são, por exemplo, reunir um grupo de pessoas que ofereça comida, roupa…

     Por exemplo, na AJU, demos gorros para os Sem-Abrigo não terem tanto frio.

     A mim, ninguém me pode impedir de lutar por uma causa, a não ser que esse obstáculo tivesse a ver com a minha Família. Mas eu só arriscaria a minha vida por - muita ou pouca - gente importante para mim.

     Eu sugeria que houvesse um sítio, em cada cidade, onde os Sem-Abrigo pudessem tomar banho, comer e tratar-se. E seria financiado pelos impostos das famílias e pelo dinheiro do Estado.

Tiago Mendes

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.